TV Mundo Maior Renúncia e desprendimento - O Despertar da Consciência - TV Mundo Maior

Renúncia e desprendimento – O Despertar da Consciência

Renúncia e desprendimento – O Despertar da Consciência


Programas:
O Despertar da Consciência
Data: 03/07/2018
Temas: Programas

A renúncia é o predicado essencial para viabilizar o processo da auto sublimação. O desprendimento se faz atributo indispensável para lograrmos êxito nesse projeto.

Parte 1

 

Parte 2

 

Parte 3

 

Parte 4

Leia também:

Estudo do Evangelho: quem tem fechados os olhos

No estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo de hoje vamos aprender um pouco mais sobre o capítulo 8: Bem aventurados os que têm fechados os olhos

Espírito J.-B. Vianney, cura d’Ars, relata uma comunicação mediúnica no “Evangelho Segundo o Espiritismo” em relação a uma pessoa cega. No primeiro parágrafo, Vianney diz que a pessoa acometida pela cegueira sofre, pois “as trevas as envolveram”. Porém, o sofrimento na carne equivale a elevação da alma.

Desta forma, durante as aflições, devemos fazer preces para Deus pedindo que nossa alma enferma se cure antes do corpo, mesmo que o ele seja castigado fisicamente. Assim, o divino nos dará forças, coragem e resignação para vencer os desafios e até a cura das nossas enfermidades.

Quando somos acometidos por uma enfermidade, e não encontramos explicação no presente, devemos buscar a causa numa vida anterior. Então, as pessoas que têm os olhos fechados são bem aventurados na expiação.

“Mais ditoso do que vós que aqui estais, ele [as pessoas que perderam a vista] sente a felicidade, toca-a, vê as almas e pode alçar-se com elas às esferas espirituais que nem mesmo os predestinados da Terra logram divisar”.

Com seus olhos fechados, estas pessoas conseguem visualizar a verdadeira luz do coração. Ao passo que muitos que possuem a visão acabam sendo levados “ao anjo tenebroso que conduz à morte”.

Mensagem aos que têm fechados os olhos

O codificador do espiritismo, Allan Kardec, nos trouxe uma mensagem muito acalentadora de Vianney para as pessoas que sofrem com a falta de visão.

“Se eu te dissesse,: Minha filha, teus olhos vão abrir-se, quão jubilosa te sentirias! Mas quem sabe se esse júbilo não ocasionaria a tua perda! Confia no bom Deus, que fez a ventura e permite a tristeza”.

Porque sempre que pensares em sua aflição, pense também que Deus está do seu lado. Seu sofrimento acontece por algum motivo e, é exatamente, por esse fato que sua alma aprenderá a evoluir. Porque sem as vicissitudes da vida, não aprenderíamos a nos tornar pessoas melhores. Que tenhamos resignação com os desafios que a vida nos impõe.

Comments

comments


WhatsApp
Clique aqui