Quanto tempo um certo tempo tem?

Quanto tempo um certo tempo tem?É fácil nossa mente se perder pensando sobre o tempo, como foi, como vai ser, quando estamos ou quando tudo vai acontecer. Rejeitamos, porém, pensar que ele acaba e quando chegamos perto das fronteiras de Cronos decidimos parar, pois temos medo de perder o que tem no tempo.

O tempo custa caro e é certo que vamos perder, na verdade já o perdemos tantas e tantas vezes. Mas não ganhamos tempos ou mais oportunidades se pensarmos naquilo que um dia foi. Os verbos no passado nos trazem muitos sentimentos, nostalgia, saudade, arrependimento, mas “foi” e o que um dia aconteceu nos serve apenas de aprendizado.

O hoje, por outro lado, quase não tem tempo algum. O parágrafo anterior não é mais presente, ficou no passado enquanto você lê esse texto. O mesmo acontece com nossas palavras e ações. O presente é valiosíssimo, o mais caro de todos os tempos, entretanto, o menos valorizado.

Devemos tratá lo no imperativo, pois ele requer ações imediatas com: Pense ou Faça. Às vezes enganamos o presente e tentamos prolongar um pouco essa dádiva usando o gerúndio, como por exemplo: Estou Pensando ou Estou Fazendo.

De certo que precisamos da razão e da emoção em equilíbrio para existir no tempo e tomar decisões. Cada passo construído no tempo de hoje nos abre caminho até o futuro. No relógio os ponteiros já indicam meio dia, uma volta completa foi dada, doze horas se passaram. Metade do relógio é passado, a outra metade é futuro e apenas um único ponteiro indica o presente.

E o futuro que logo está aí para virar presente te pergunta: Você está preparado? Aprendeu com os ponteiros que passaram? O tempo tem pouco tempo para acontecer e muito tempo ao mesmo tempo, mas o que não sabemos é que ele tem limite e se chama ciclo.

Os ciclos são a tal fronteira do tempo. Como uma linha grande o tempo se apresenta, mas as várias interrupções quase que invisíveis marcam pedaços desse caminho. Um ciclo se acaba, outro se inicia. Essa é a grande mágica da vida terrena, da reencarnação e da existência espiritual que somos no universo. Vivemos pequenas interrupções em nossa ampla existência.

O que você vivenciou “Ontem” te faz capaz no “Hoje” para construir o “Amanhã”. E mais um segredo… Ainda dá Tempo!

 

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Assistente de Mídias Sociais na TV Mundo Maior.

 

 

Faça uma doação pelo site: feal.colabore.org

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

leave a reply

WhatsApp chat