Quais são os seus laços de família?

Oficina da Mente

Samira Baron e Humberto Pazian respondem a pergunta: Quais são os seus laços de família? O primeiro aprendizado de um Espírito encarnado na Terra, se situa no núcleo familiar.

Até aqueles que, numa determinada encarnação, não têm o apoio familiar de parentes, recebem de alguma forma suas lições de vida em sociedade. Mas como interpretar essas lições? Um casamento tumultuado, deve ser levado adiante? O que ocorre se cortarmos relacionamento conflituoso com algum familiar? Quais são os seus laços de família? Descubra agora no Oficina da Mente.

 

Leitura complementar

Estudo do Evangelho: quem tem fechados os olhos

No estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo de hoje vamos aprender um pouco mais sobre o capítulo 8: Bem aventurados os que têm fechados os olhos

Espírito J.-B. Vianney, cura d’Ars, relata uma comunicação mediúnica no “Evangelho Segundo o Espiritismo” em relação a uma pessoa cega. No primeiro parágrafo, Vianney diz que a pessoa acometida pela cegueira sofre, pois “as trevas as envolveram”. Porém, o sofrimento na carne equivale a elevação da alma.

Desta forma, durante as aflições, devemos fazer preces para Deus pedindo que nossa alma enferma se cure antes do corpo, mesmo que o ele seja castigado fisicamente. Assim, o divino nos dará forças, coragem e resignação para vencer os desafios e até a cura das nossas enfermidades.

Quando somos acometidos por uma enfermidade, e não encontramos explicação no presente, devemos buscar a causa numa vida anterior. Então, as pessoas que têm os olhos fechados são bem aventurados na expiação.

“Mais ditoso do que vós que aqui estais, ele [as pessoas que perderam a vista] sente a felicidade, toca-a, vê as almas e pode alçar-se com elas às esferas espirituais que nem mesmo os predestinados da Terra logram divisar”.

Com seus olhos fechados, estas pessoas conseguem visualizar a verdadeira luz do coração. Ao passo que muitos que possuem a visão acabam sendo levados “ao anjo tenebroso que conduz à morte”.

Mensagem aos que têm fechados os olhos

O codificador do espiritismo, Allan Kardec, nos trouxe uma mensagem muito acalentadora de Vianney para as pessoas que sofrem com a falta de visão.

“Se eu te dissesse,: Minha filha, teus olhos vão abrir-se, quão jubilosa te sentirias! Mas quem sabe se esse júbilo não ocasionaria a tua perda! Confia no bom Deus, que fez a ventura e permite a tristeza”.

Sempre que pensares em sua aflição, pense também que Deus está do seu lado. Assim, seu sofrimento acontece por algum motivo e, é exatamente, por esse fato que sua alma aprenderá a evoluir. Sem as vicissitudes da vida, não aprenderíamos a nos tornar pessoas melhores. Que tenhamos resignação com os desafios que a vida nos impõe.

Texto publicado em  17 de setembro de 2018. 

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

deixe um comentário

WhatsApp chat