Prece do dia – “Amigo do Cristo…”

A flor é um apelo à sensibilidade, induzindo-nos a reverenciar a Perfeição Excelsa, que distribui amor e beleza, em todos os recantos do caminho.

Companheiro, ponha-se de pé e siga os corações que rumam confiantes.

Doe as aflições ao tempo, cubra-se com o manto da esperança e avance intimorato.

A multidão chora e sorri. Misturam-se lágrimas e sorrisos, abafados pelo retinir das taças finas que contêm os vapores da morte e os fluidos da loucura.

Possivelmente, os anseios atormentam-lhe o coração ansioso…

Mas os que buscaram a enganosa liberdade demoram-se nas prisões que a própria delinquência ergueu, inquietados pelo tigrino clamor das multidões desvairadas e o zurzir impiedoso da consciência em desalinho.

Alçando o pensamento ao Grande Bem, você pode chegar à paz íntima, embora carregue as cicatrizes do sentimento, porfiando na conduta reta.

O tempo é mestre, benfeitor e justiceiro. Tudo refaz, tudo apaga, tudo corrige.

Com o tempo, o carvão humilde transforma-se em diamante precioso encastelado na montanha poderosa, até um dia…

Com o tempo, a semente pequenina incha no seio da terra, transformando-se, até um dia…

Com o tempo, o débil embrião da vida desenvolve-se modificando a própria estrutura, até um dia…

Com o tempo, o regato humilde atinge o mar, vencendo distância e obstáculo.

Enxugue o suor da ansiedade.

Guarde as lágrimas da inquietação.

Amanhã, talvez, o trabalho exija suor e lágrimas em honra à felicidade de ser feliz.

Escude-se na dor dos outros e avance.

Lembre-se dos que caíram somente para os ajudar.

Olhe os vitoriosos da luta e siga com eles.

Não se preocupe por você ter tombado ontem, na escuridão. Agora brilha a luz da verdade em seu caminho.

Vença a tristeza nascida na recordação da própria fraqueza. Encha a alma com a alegria de tudo poder em Cristo.

Todas as coisas passam na Terra, à semelhança das belas flores e dos espinheiros no mesmo jardim.

No Grande Além, no entanto, há sempre luz.

Não se aflija com as necessidades imperiosas de abandonar as flores da ilusão, sofrendo os espinhos que conduzem à reflexão.

Aceite hoje os acúleos, coroando-lhe a cabeça para que um braseiro de remorsos não lhe arda na consciência mais tarde.

Atenda e socorra o próximo, atendido e socorrido pelo Céu.

Sem desfalecer nem recear, repita: Com Jesus vencerei!, e mais fácil lhe parecerá a redenção.

Amigo do Cristo, ponha-se de pé e siga arrimado ao espírito de luta dos que se alçam à Vida, carregando, como você mesmo, sofrimentos e aflições.

Senhor desejei possuir riqueza para que muitos dependessem de mim.

Deste-me a pobreza para que eu precisasse de todos.

Quis ter poderes para modificar pessoas e coisas, deste-me uma vassoura para que eu aprendesse servir aos meus irmãos.
Alimentei o sonho de vasta cultura e inteligência para me admirar sem os feitos a obscuridade de um ofício modesto.

Para que aprender o valor da simplicidade de tantas e tantas coisas? Senhor, pedi ao Teu amor a Tua sabedoria, no entanto, deu-me aquelas únicas que realmente eu precisava para romper a crosta da ignorância e cobre ainda o meu espírito.
Obrigado, Senhor!

Unidades Feal

FUNDAÇÃO ESPÍRITA ANDRÉ LUIZ |||

Feal

Você gostou deste conteúdo?

Há décadas a FEAL - Fundação Espírita André Luiz assumiu o compromisso de divulgar conteúdos edificantes voltados ao bem estar dos seres humanos gratuitamente e, com a sua ajuda, sempre será.

Podemos contar com você?

leave a reply

WhatsApp chat