Como a doutrina espírita encara o alcoolismo? – Manhã Boa Nova

O Manhã Boa Nova desta quarta-feira (19) questiona se a dependência alcoólica tem influência obsessiva. Desta forma, como a doutrina espírita explica esse vício? É possível se livrar da dependência? De qual forma os familiares podem auxiliar quem bebe muito? E mais: a mulher se sente mais livre para beber hoje em dia. Porém, por que o abuso do álcool afeta mais elas do que os homens? A matéria do dia ficou por conta de Eliete Ribeiro que entrevistou a Dra. Daniele de Paula Santos sobre o suicídio entre os jovens. Com comentários de Adriana Morales e Miriam Izabel.

 

Leitura complementar

Os Vícios na Visão Espírita

A liberação de hormônios neurotransmissores do prazer como dopamina, serotonina e adrenalina, são responsáveis pela satisfação após a realização de uma ação, como por exemplo sentir a água do mar nos pés ou comer um chocolate preferido, sensações singelas de felicidade.

O revés desses hormônios são a dependência que podem acarretar ao organismo. Bebidas alcoólicas, drogas, trabalho, compras, exercícios, jogos, sexos e etc.; são essas algumas situações mais comuns a causar o vícios.

A dependência, na grande maioria dos casos, interfere diretamente na vida do viciado. As relações sociais são comprometidas e em caso de abstinência, o dependente irá buscar a satisfação colocando família, amigos e trabalho em segundo plano.

Problemas psicológicos, genética e a influência familiar são alguns fatores que levam a dependência. A doutrina espírita alerta à questão do vampirismo. Os vícios ganham, para a sua manutenção, a contribuição negativa dos espíritos obsessores.

Por meio dos pensamentos do dependente, os obsessores encontram os vícios compatíveis com as afinidades trazidas de sua encarnação passada. A compulsão passa a satisfazer o vício do espírito, não mais apenas do encarnado.

Primeiramente, a dependência não marca apenas o nosso corpo físico. Além disso, o perispírito sofrerá danos a serem reparados em próximas vidas. Temos responsabilidades com nosso corpo, físico ou espiritual, e será nossa responsabilidades experimentar situações com o objetivo curar nossos corpos e resgatar todo o mal causado pelos vícios.

Assim, a humildade de reconhecer a doença e pedir ajuda é fundamental para a reversão dos prejuízos causados pelos vícios. Desta forma, o Apoio da famílias e amigos sempre será um pilar na sustentação da esperança.

Dessa forma, a vitória daqueles que revertem a dependência torna-se um exemplo a ser seguido. Por fim, a fé e o tratamentos espirituais também fortalecem a luta contra os vícios.

Assim, acredite sempre, tenha Fé em Deus e lute por sua vida e pelos que te amam.

Texto publicado 22 de dezembro de 2017. 

0

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

deixe um comentário

WhatsApp chat