O Orgulho LGBTQIAP+ e a Doutrina dos Espíritos: amor e evolução

Januário ¹

“Somos atribulados por todos os lados, mas não esmagados; postos em extrema
dificuldade, mas não vencidos pelos impasses; perseguidos, mas não abandonados; prostrados
por terra, mas não aniquilados. Incessantemente e por toda parte trazemos em nosso corpo a
agonia de Jesus, a fim de que a vida de Jesus seja também manifestada em nosso corpo” (2
Coríntios 4:8-10) ² . Entre as diversas minorias sociais existentes no Brasil, essa passagem
bíblica seguramente descreve o cotidiano da população LGBTQIAP+³ : o Brasil é o país mais
perigoso do planeta para a vida desse grupo social, de acordo com o conceituado The New
York Times (4). Diante disso, indagamos a Doutrina Espírita, progressista em sua essência, sobre
como devemos nos comportar ante tal cenário.

A resposta à questão 200, do capítulo V, de O Livro dos Espíritos (5) , proporciona luz
sobre a sexualidade: os espíritos não possuem sexo, conforme a compreensão terrestre; eles
interagem através do amor e da afinidade. Mais adiante, respondendo à questão 1013, a
reencarnação na Terra é descrita como oportunidade para redimir os erros de existências
anteriores. Com efeito, viver em um planeta de provas e expiações, em fase de transição para
mundo regenerado, oportuniza a correção das nossas faltas, entre elas a discriminação,
adversária dos ensinamentos de Jesus sobre amar até mesmo nossos inimigos (Mateus 5:27).
Nessa perspectiva, A Espiritualidade Maior, em sua Sabedoria, possibilita, através das pessoas
LGBTQIAP+, no mínimo, duas oportunidades: amar incondicionalmente e compreender que
somos mais que carne; logo, excedemos a concepção binária e universalista homem e mulher.

Portanto, nesse Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+ e em todos os dias,
aproveitemos a oportunidade concedida por Deus de enxergar a LGBTfobia como a porta
larga que conduz à ruína, ao passo que o amor sem restrições é o caminho estreito para o
adiantamento espiritual (Mateus 7:13-14). As tribulações das pessoas LGBTQIAP+ fazem parte da agonia de Jesus. Amemos essa comunidade, então, com todo o nosso espírito, para
que O Mestre tenha Orgulho de ver em nós as perfumadas flores e os doces frutos da semente
que é a sua mensagem.


1 Armando Januário dos Santos é Mestrando em Psicologia, Psicólogo e Sexólogo.
(71) 98752-3011 / januario.1982
2 Tradução: Bíblia de Jerusalém.
3 A sigla LGBTQIAP+ nomeia, respectivamente, lésbicas, gays, travestis, transexuais, transgêneros, queers,  intersexuais, assexuais e pansexuais. O símbolo + descreve a existência e a inclusão de mais populações que transcendem, tanto a orientação sexual, quanto as identidades de gênero vigentes na sociedade atual.
4 Brasil is confronting and epidemic anti-gay violence. Disponível em:
https://www.nytimes.com/2016/07/06/world/americas/brazil-anti-gay-violence.html?_r=0
5 KARDEC, A. O Livro dos Espíritos. 6. ed. Trad. Sandra Keppler. São Paulo: Mundo Maior Editora, 2012. p.150.
Unidades Feal

FUNDAÇÃO ESPÍRITA ANDRÉ LUIZ |||

Feal

Você gostou deste conteúdo?

Há décadas a FEAL - Fundação Espírita André Luiz assumiu o compromisso de divulgar conteúdos edificantes voltados ao bem estar dos seres humanos gratuitamente e, com a sua ajuda, sempre será.

Podemos contar com você?

leave a reply

WhatsApp chat