Morador de rua passa dia lendo livros espíritas

Após perder o emprego e se envolver com álcool, Carlos Augusto Durval dos Santos, de 56 anos acabou se tornando morador de rua. Vive com os trocados que ganha das pessoas o que é basicamente o suficiente para ele se alimentar.

O que mais chama atenção na em sua rotina é um hábito que adquiriu há alguns anos: frequentar a biblioteca pública para ler livros espíritas.

Em média, ele permanece no local oito horas por dia e tem preferência pelas obras de Allan Kardec. Atualmente, ele participa das reuniões do AA (Alcoólicos anônimos) e diz que apenas sente uma grande vontade de estudar o espiritismo e viver em paz.  

Fonte de informação: Instituto Chico Xavier

Para saber mais sobre a importância da literatura espírita assista ao programa “Repensar”:

Morador de rua:  Veja entrevistas com autores espíritas

 

 

 

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

deixe um comentário

WhatsApp chat