TV Mundo Maior Dr. Bezerra de Menezes - O Médico dos Pobres | TV Mundo Maior

Evangelho e Reforma Íntima

Dr. Bezerra de Menezes - O Médico dos Pobres

Dr. Bezerra de Menezes – O Médico dos Pobres

Enviado em 2 de abril de 2018 | Publicado por TV Mundo Maior

Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti nasceu 29 de Agosto de 1831 em Riacho de sangue, no estado do Ceará.

Filho mais novo de quatro irmãos, Adolfo estudou Latim em uma escola de jesuítas no Rio Grande do Norte. Lá chegou a dar aulas  substituindo seu professor. Ao terminar os estudos decidiu estudar Medicina na Faculdade do Rio de Janeiro, então sede da coroa.

Em 1856 defendeu seu doutorado e começou a atender no consultório de uma amigo da faculdade. Bezerra passou a atender gratuitamente em sua casa que ficou cheia pela fama que circulou rapidamente pelo bairro. Ele ficou conhecido como O Médico dos Pobres, pois conseguiu ampliar os atendimentos gratuitos quando foi contratado como médico militar e consegue então estabilidade para praticar a caridade e exercer a nobre medicina.

Bezerra de Menezes casou-se com Maria Cândida de Lacerda e teve dois filhos. Nesta época, além de médico Adolfo era jornalista e tinha nome de prestígio na cidade do Rio de Janeiro, tanto que ofereceram um lugar na chapa para concorrer ao legislativo. Ele foi eleito, teve que largar a patente militar para seguir sua carreira política. Mais tarde foi surpreendido com a morte de sua esposa que adoeceu e faleceu rapidamente, retornando à pátria espiritual.

Com a morte de sua mulher o médico passou a ler a bíblia ligando-se a Deus. Com a tradução do Livro dos Espíritos para o português Bezerra conheceu a doutrina dos espíritos e se familiarizou. “Abri o livro e prendi-me a ele, como acontecera com a Bíblia, mas não encontrava nada que fosse novo para meu Espírito. Entretanto, tudo aquilo era novo para mim […] parece que eu era espírita inconsciente, ou, mesmo como se diz vulgarmente, de nascença”, disse ele numa entrevista realizada em 1892 para a Federação Espírita Brasileira.  

Seu segundo casamento foi com D. Cândida Augusta de Lacerda Machado,  irmã por parte de mão de sua primeira esposa. Eles tiveram sete filhos. Na política seu nome era conhecido e tinha sua vida pública respeitada tornando-se presidente da Câmara Municipal, cargo da época equivalente ao de prefeito.

Bezerra se tornou um dos precursores do espiritismo no país. Passou a escrever sobre a doutrina e artigos e estudos e teve papel fundamental no Movimento Espírita Brasileiro. Foi fundada nesse período a revista O Reformador que reunia os interessados em difundir os ensinamentos da doutrina.

Augusto Elias da Silva, fundador da revista convocou seus companheiros que decidiram fundar uma instituição ideologicamente neutra, a Fundação Espírita Brasileira (FEB). A FEB tinha o objetivo de promover a doutrinação e a integração entre os centros espíritas já existentes.

Bezerra de Menezes foi convidado para ocupar a cadeira da presidência, mas recusou por não se sentir preparado para tal responsabilidade. Alguns anos depois o médico dos pobres foi eleito presidente da FEB e assumiu como uma nome de prestígio para a doutrina.

Como presidente ele sempre lutou pela união do movimento. Bezerra recebeu uma mensagem do espírito de Allan Kardec psicografada pelo médium Frederico Júnior que ficou conhecida como a “Instruções de Allan Kardec aos espíritas do Brasil” que o auxiliou em sua missão pela doutrina. O médico fundou uma casa chamada “Centro” para estudos da doutrina através do Evangelho segundo o Espiritismo e do Livro dos Espíritos.

O espiritismo passou por anos de dificuldade e Bezerra foi rejeitado por alguns diretores e membros do movimento que o isolaram. Passando um tempo o nome de Bezerra foi novamente citado para a presidência, porém recusado a princípio. O médico só aceitou quando recebeu da espiritualidade uma mensagem através do mesmo médium que transmitira as instruções de Kardec.

Dr. Bezerra de Menezes promoveu o espiritismo, a união e liderou a doutrina até o seu desencarne no ano de 1900. Deixou inúmeras obras escritas, entre livros e artigos. Firmou a fé, o amor, e os estudos e pesquisas. Seu nome ficará na história do país e principalmente do espiritismo como figura de liderança e ao mesmo tempo de caridade e humildade. Obrigado ao Médico dos Pobres.    

 

Fontes: amebrasil; Imagem retirada de marciafernandes.

 

*Este texto é de responsabilidade de seu autor. Não representa necessariamente a opinião da TV Mundo Maior.

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Estagiário de Marketing na TV Mundo Maior.

 

 

 

 

 

Para saber mais sobre o assunto, assista:

Visão Social – 154 – Aniversário do Dr. Bezerra de Menezes

 

Leia também :

Eurípedis Barsanulfo. 

 

Comments

comments

Deixe seu comentário:


WhatsApp
Clique aqui