Importância de Jesus Cristo para Allan Kardec

Importância de Jesus Cristo para Allan Kardec

Allan Kardec nunca deixou de estudar as religiões, os fundamentos e surgimentos das coisas.

Por conta dessa sua curiosidade e desejo de conhecimento que sabemos do espiritismo.

Com esses estudos ele obteve a prova de que Jesus Cristo existe e isso aumentou sua fé e amor pelo Cristo.

Kardec surgiu com um conhecimento muito a frente da sua época porque o que as pessoas entendiam de Cristo naquele tempo era muito vago e sem base cientifica.

Com o seu desejo de compreender as manifestações físicas que aconteciam ele obteve as respostas dos espíritos que foi todas de acordo com os ensinamentos de Cristo.

Quando ele notou esse fato, percebeu o quanto Cristo era valioso para a doutrina espírita.

Seguiu então de acordo com seus ensinamentos, que tinham a mesma sintonia que os espíritos.

Algumas pessoas acreditam ainda que o Espírito da Verdade, com o qual Kardec se encontrava era Cristo criando assim uma intimidade entre eles que ajudou no caminho da codificação.

Na Gênese, original de Allan Kardec é explicado quem foi Cristo e podemos notar o respeito e admiração que ele tinha:

“Sem nada prejulgar quanto à natureza do Cristo, natureza cujo exame não entra no quadro desta obra, considerando-o apenas um Espírito superior.

Não podemos deixar de reconhecê-lo um dos de ordem mais elevada e colocado, por suas virtudes, muitíssimo acima da humanidade terrestre.

Pelos imensos resultados que produziu, a sua encarnação neste mundo forçosamente há de ter sido uma dessas missões que a Divindade somente a seus mensageiros diretos confia, para cumprimento de seus desígnios.

Mesmo sem supor que ele fosse o próprio Deus, mas unicamente um enviado de Deus para transmitir sua palavra aos homens.

Seria mais do que um profeta, porquanto seria um Messias divino.

Como homem, tinha a organização dos seres carnais.

Porém, como Espírito puro, desprendido da matéria, havia de viver mais da vida espiritual, do que da vida corporal, de cujas fraquezas não era passível.

Porque a sua superioridade com relação aos homens não deriva das qualidades particulares do seu corpo.

Mas das do seu Espírito, que dominava de modo absoluto a matéria e da do seu perispírito, tirado da parte mais quintessenciada dos fluidos terrestres.

Porque sua alma, provavelmente, não se achava presa ao corpo, senão pelos laços estritamente indispensáveis.

Constantemente desprendida, ela decerto lhe dava dupla vista, não só permanente, como de excepcional penetração e superior de muito à que de ordinário possuem os homens comuns.

O mesmo havia de dar-se, nele, com relação a todos os fenômenos que dependem dos fluidos perispirituais ou psíquicos.

A qualidade desses fluidos lhe conferia imensa força magnética, secundada pelo incessante desejo de fazer o bem.

Agiria como médium nas curas que operava? Poder-se-á considerá-lo poderoso médium curador?

Não, porque porquanto o médium é um intermediário, um instrumento de que se servem os Espíritos desencarnados e o Cristo não precisava de assistência.

Pois que era ele quem assistia os outros.

Então, agia por si mesmo, em virtude do seu poder pessoal.

Como o podem fazer, em certos casos, os encarnados, na medida de suas forças.

Que Espírito, ao demais, ousaria insuflar-lhe seus próprios pensamentos e recarregá-lo de os transmitir?

Se algum influxo estranho recebia, esse só de Deus lhe poderia vir.

Porque segundo definição dada por um Espírito, ele era médium de Deus.”

Podemos notar então com essas palavras de Kardec seu grande conhecimento e admiração por Cristo.

Também pelas cartas de Kardec encontrada.

Que é onde ele escreve suas preces para Cristo, pedindo paciência, consolo e sabedoria.

Porque ele sabia de seu valor e compreendia todos seus ensinamentos de forma verdadeira.

Pois em todas as suas obras tem citação de Cristo e são analisadas e estudadas com muita dedicação por ele.

Fonte: A Gênese, original de Allan Kardec

(Escrito por: Haila Vicente)

Para saber mais sobre o assunto, assista:

QUAL A IMPORTÂNCIA DE JESUS, SEGUNDO O ESPIRITISMO? – Espiritismo sem Mistério

Jesus Cristo e os Extraterrestres – Fenômeno UFO

O advento do Espírito da verdade – Espiritismo sem Mistério

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

deixe um comentário

WhatsApp chat