Humberto de Campos, o Irmão X.

Humberto de Campos Veras foi escritor, jornalista e político. Nasceu no dia 25  de outubro de 1886, na cidade de Muritiba, que hoje leva seu nome, no estado do Maranhão. Menino de infância pobre, trabalhou desde cedo e por volta dos sete anos de idade foi morar na capital, São Luiz, após a morte de seu pai.

Aos 17 anos foi para o estado do Pará onde foi colaborador e redator da Folha do Norte e, pouco depois, na Província do Pará. No ano de 1910 publicou seu primeiro livro, uma coletânea de versos chamada Poeira. Em 1912 mudou-se para a capital do país, o Rio de Janeiro. Lá começou a trabalhar para o jornal O Imparcial onde conheceu escritores como Rui Barbosa,  Goulart de Andrade e entre outros.

Ele teve durante sua carreira diversos pseudônimos, um deles o Conselheiro XX. No ano de 1919 foi eleito para ocupar a cadeira de número 20 da Academia Brasileira de letras. No ano seguinte fora eleito deputado federal pelo Maranhão, saindo apenas no ano de 1930 quando o congresso foi dissolvido por Getúlio Vargas, que por ser um grande admirador de Humberto de Campos o nomeou inspetor de ensino e Diretor interino da Fundação Casa de Rui Barbosa.

Nos últimos anos de sua vida o escritor sofreu com várias enfermidades que enfraqueceram sua saúde, porém ele nunca desistiu de escrever, sendo esse um dos períodos mais produtivos com destaque no livro Memórias, onde reuniu as lembranças de sua infância e juventude. Com o agravamento de suas enfermidades, Humberto de Campos desencarnou no dia 5 de dezembro de 1934.

Por volta de três anos após a sua passagem, ele fez sua primeira comunicação através do médium Chico Xavier, escrevendo o Livro Crônicas de Além Túmulo. Chico enfrentou aí um processo judicial movido pela viúva do escritor que queria os direitos autorais, pois a obra fora assinada com o nome de Humberto de Campos. O juiz de parecer favorável ao médium, pois não seria possível provar que foi o espírito quem escreveu, sendo considerado Chico o autor da obra.  

Mesmo após o episódio judicial ter favorecido Chico Xavier, Humberto de Campos, por precaução, passou a adotar como assinatura Irmão X e com as psicografias do médium ele escreveu diversos livros, como por exemplo, Brasil Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, um dos mais conhecidos do nosso querido Irmão X.

 

Fontes: academiaebiografiafebeditoramensagemespirita; Imagem ilustrativa retirada de blogspot.

 

*Este texto é de responsabilidade de seu autor. Não representa necessariamente a opinião da TV Mundo Maior.

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Estagiário de Marketing na TV Mundo Maior.

 

 

 

 

Para conhecer uma das obras de Humberto de Campos, assista:

 

Repensar: Da Terra para o Céu

Parte 1

Parte 2

Parte 3

 

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

leave a reply

WhatsApp chat