TV Mundo Maior Evangelho: Você cuida da sua criança interior? - TV Mundo Maior

Evangelho e Reforma Íntima

Evangelho: Você cuida da sua criança interior?

Evangelho: Você cuida da sua criança interior?

Enviado em 8 de maio de 2018 | Publicado por TV Mundo Maior

Você gostaria de saber mais sobre espiritismo? Aprenda no O Evangelho Segundo O Espiritismo alguns pensamentos sobre o capítulo 8, Deixai que venham a mim as criancinhas

 

Evangelho: Você cuida da sua criança interior?

Certamente, você já se perguntou por que as crianças parecem tão felizes a maior parte do tempo, não é mesmo? Seus sorrisos são como bálsamos para a alma, aliás não é à toa que os adultos gostam de estar ao lado de seres tão iluminados.

Carl G. Jung afirma que as crianças eternas nunca estão completas, pois elas precisam sempre de atenção de seu tutor. Ou seja, de nós mesmos. “Em todo adulto espreita uma criança, algo que nunca está completo, e que quer atenção incessante. Essa é a parte da personalidade humana que quer desenvolver-se e tornar-se completa”.

À medida que crescemos, tendemos a prestar muita atenção a convenções sociais que às vezes podem custar a nossa própria felicidade. Então, quando cultivamos nossa criança dentro do interior de nossos corações, tudo fica mais fácil. Evitamos complicações e fazemos o que nos faz feliz.

Quando mantemos a criança em nós mesmos, somos mais leves perante as vicissitudes da vida. Devemos seguir o exemplo da música “Bola de Meia, Bola de Gude”, de Fernando Brant e Milton Nascimento. “Há um menino, há um moleque morando sempre no meu coração, toda vez que o adulto balança, ele vem pra me dar a mão”.

No entanto, quando Jesus disse que “venham a mim as criancinhas”, ele quis chamar para si as pessoas que estão na infância intelectual. O livro O Evangelho Segundo o Espiritismo mostra algumas maneiras de manter sua criança eterna sem deixar de lado a evangelização. Veja:

Evangelho

 

  1. Disse o Cristo: “Deixai que venham a mim as criancinhas”

Ele quis que “os fracos os escravizados e os viciosos” fossem a Ele. Jesus não se referia a aqueles que possuem a infância física, pois estão presos a matéria e ainda se deixam levar pelo jugo do instinto. O Mestre é a luz na escuridão dos que ainda não encontraram seus esclarecimentos, como os ingênuos pequenos.

  1. Jesus é o caminho

Quando João Evangelista fala que “os erros se tornarão verdades”, ele quis dizer que devemos entender com a maturidade os ensinamentos do Evangelho. João Evangelista explica no capítulo que a manifestação espírita está no horizonte, com Jesus. Aprendamos a evoluir e cuidar da criança interior, que sempre precisa de novos esclarecimentos.

  1. A cura das feridas é praticar o amor e a caridade

Não importa a sua idade, aprendamos a ser como os infantes que, tímidos, andam em busca de amparo e consolo. Jesus quis evangelizar com o maior remédio para as nossas feridas: o amor e a caridade! Devemos repetir sempre: “Meu Pai, que se faça a tua vontade e não a minha! Se te apraz experimentar-me pela dor e pelas tribulações, bendito seja! Porque é para o meu bem, eu o sei, que a tua mão pesa sobre mim.

 

  1.  Amar sempre

Amar o próximo e praticar a caridade, seja moral ou material, é exatamente cultivar a criança interior feliz. Nada vai vos abalar. Você sempre caminhará para a evolução espiritual com a confiança de que terá tudo que precisa. Que segurança isso nos dá, não é mesmo? Saber que Deus, soberano e bom está olhando por nós e nos orientando a seguir, continuamente, a se fartar no leito divino do amor eterno de Deus por nós.

 

Fonte: O Evangelho Segundo o Espiritismo.

 

Para saber mais, assista:

 

Comments

comments

Deixe seu comentário:


WhatsApp
Clique aqui