TV Mundo Maior Como conviver com pessoas que nos fazem mal? - TV Mundo Maior

Evangelho e Reforma Íntima

Como conviver com pessoas que nos fazem mal?

Como conviver com pessoas que nos fazem mal?

Enviado em 7 de agosto de 2018 | Publicado por Haila Azevedo

Por estarmos ainda em um grau evolutivo muito baixo, convivemos com pessoas que podem nos causar desconfortos emocionais. Mas isso não é culpa dessa pessoa.

Por mais “ruim” que ela seja, é você que está se desestabilizando por conta dela, você que precisa se cuidar, manter a paciência e equilíbrio.

Primeiramente, tenha essa pessoa como benção em sua vida, porque ela lhe mostrou o que você precisa mudar em si mesmo. Ela te ajudará a evoluir espiritualmente, porque convivendo com ela, você terá que ter paciência, ser caridoso e amar o próximo de toda forma.

Antes de criticar, analise a si mesmo e veja se você não tem a mesma imperfeição espiritual que ela. Depois disso, faça a sua reforma íntima, acabe com esse vício em você e tente ajudar esse ser que lhe incomoda a também.

Separamos aqui algumas dicas clássicas que irá te ajudar a conviver com essa pessoa que te faz mal.

1.Esteja sempre orando vigiando, quando você está em sintonia com o plano espiritual somente pessoas nesse mesmo nível irá se aproximar de você.

2. Não responda ou faça o mesmo que essa pessoa está fazendo. Não retruque de jeito nenhum. Dê amor  aquele que só te mostrou ódio. Mas se essa pessoa não quiser sintonizar na mesma energia que a sua, se afaste dela.

3. Peça auxílio ao seu mentor espiritual. Converse com seu mentor, peça que ele e os espíritos de luz, acompanhem a outra pessoa, para que ela busque se melhorar e não causar transtornos as outras pessoas.

Além dessas coisas, procure praticar a caridade, se melhorar, estudar e ir em busca de coisas boas em sua vida. Isso irá te fazer querer se afastar das pessoas que não estão na mesma sintonia que você.

Para saber mais, assista:

Você é uma pessoa tóxica? – Visão Social

Parte 1

Parte 2

Parte 3

 

Comments

comments

Deixe seu comentário:


WhatsApp
Clique aqui