TV Mundo Maior Histórias e fatos reais de Chico Xavier - TV Mundo Maior

Editorial

Histórias e fatos reais de Chico Xavier

Histórias e fatos reais de Chico Xavier

Enviado em 9 de agosto de 2018 | Publicado por Haila Azevedo

Para homenagear Chico Xavier, nós separamos alguns fatos de sua mediunidade que pessoas próximas a ele relataram.

Primeira História: “O Jantar.”

Em um dos trabalhos de psicografia de Chico Xavier um dos companheiros que ajudava ele, estava com muita fome e com vontade de comer um cachorro quente que tinha na praça onde eles moravam.

Mas como o trabalho de Chico Xavier só acaba quando todos receberem as cartas, Chico Xavier não se importava com a fome. Até que uma mulher saiu chorando e muito feliz por ter conseguido receber a carta de seu filho, veio emocionada e abraçou os dois.

Chico Xavier então, com sua mediunidade aflorada tinha a capacidade de ler pensamentos. Nesse momento que a mulher abraço seu amigo, ele pergunta para ele:

  • Isso aqui é bem melhor que um cachorro quente não é mesmo?

Seu amigo então desconfortável com a vontade tão supérflua perto da alegria que estava realizando com as pessoas. Fica um pouco sem graça, mas grato pela oportunidade de ajudar e logo esquece da fome.

Segunda História: “O Sapo”

Uma das mulheres que estava presente nos trabalhos de psicografia de Chico Xavier encontra um amigo por lá que era amigo de Chico Xavier também.

E então, esse homem que já estava cansado daquilo tudo e não via a hora de acabar o trabalho, comenta baixinho com a amiga.

  • Chico Xavier está igual um sapo gordo ali.

Era impossível Chico Xavier ouvir aquele comentário. E então, depois que acabou os trabalhos ele foi dar um abraço em Chico.

E pergunta: – E ai Chico, tudo bem com você?

Chico Xavier responde: – Tudo sim, estou igual um sapo gordo aqui, mas indo bem.

Ambos cai na risada e o homem fica completamente sem graça. Mas entende que Chico Xavier não levou para o pessoal e ficaram em paz, apenas se divertiram.  

Com esses dois fatos, podemos concluir que o tamanho da mediunidade e a capacidade de transmissão de pensamento que Chico tinha era impressionante.

Graças a Deus, ele usou disso para o bem da humanidade e praticando a caridade, compartilhando suas faculdades de médium.

Será que um dia vamos conseguir ler pensamentos igual Chico?

Para saber mais sobre o assunto, assista:

Cândido: lembrando Chico Xavier – Seu ritmo de trabalho

Comments

comments

Deixe seu comentário:


WhatsApp
Clique aqui