TV Mundo Maior Bônus - Hora, segundo André Luiz - TV Mundo Maior

Editorial

Bônus - Hora, segundo André Luiz

Bônus – Hora, segundo André Luiz

Enviado em 27 de agosto de 2018 | Publicado por Haila Azevedo

Bônus – Hora, no livro, Nosso Lar de André Luiz, nos é explicado exatamente o que é. Separamos aqui alguns trechos e explicações que irá te fazer compreender melhor o que significa.

Em nosso lar a produção a produção de vestuário e alimentação elementares pertence a todos em comum.

Porque há serviços centrais de distribuição na Governadoria e departamentos do mesmo trabalho nos Ministérios. O celeiro fundamental é propriedade coletiva.

Todos cooperam no engrandecimento do patrimônio comum e dele vivem.

Os que trabalham, porém, adquirem direitos justos. Cada habitante de Nosso Lar, recebe provisões de pão e roupa, no que se refere ao estritamente necessário, mas os que se esforçam na obtenção do bônus-hora conseguem certas prerrogativas na comunidade social.

O espírito que ainda não trabalha, poderá ser abrigado aqui, no entanto, os que cooperem podem ter casa própria.

As almas operosas conquistam o bônus-hora e podem curtir a companhia de irmãos queridos, nos lugares consagrados ao entretenimento, ou o contacto de orientadores sábios, nas diversas escolas dos Ministérios em geral.

Precisamos conhecer conhecer o preço de cada nota de melhoria e elevação. Os programas de trabalho porém, são numerosos e a Governadoria permite quatro horas de esforço extraordinário, aos que desejem colaborar no trabalho comum, de boa vontade

A maioria dos homens encarnados está simplesmente ensaiando o espírito de serviço e aprendendo a trabalhar nos diversos setores da vida humana.

Por isso mesmo, é imprescindível fixar as remunerações terrestres com maior atenção. Todo ganho externo do mundo é lucro transitório.

Pois o verdadeiro ganho da criatura é de natureza espiritual e o bônus-hora, em nossa organização, modifica-se em valor substancial, segundo a natureza dos nossos serviços.

Porque no ministério da regeneração, temos o bônus-hora-regeneração, no ministério do esclarecimento, o bônus-hora-esclarecimento, e assim por diante. Ora, examinando o provento espiritual, é razoável que a documentação de trabalho revele a essência do serviço.   

Porque quanto maior a contagem do nosso tempo de trabalho, maiores intercessões podemos fazer. Compreendemos, aqui, que nada existe sem preço e que para receber é indispensável dar alguma coisa.

Pedir, portanto, é ocorrência muito significativa na existência de cada uma.

Para saber mais, assista:

O Bônus-Hora – Espirito da Letra

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Texto escrito por: Haila Vicente

Graduada em Rádio, TV e vídeo na FIAM FAAM – SP ,

assistente de mídias sociais na TV Mundo Maior.

Formada no curso de

Orientação e Educação Mediúnica no Grupo Espírita GEBEM – Guarulhos SP.

Nas horas vagas gosta de assistir filmes, séries, ler livros, estar com a família e amigos.

@hailavicente

Comments

comments

Deixe seu comentário:


WhatsApp
Clique aqui