Conhecimento de si mesmo – Mensagem de Santo Agostinho

Conhecimento de si mesmo - Mensagem de Santo Agostinho

Para obter o conhecimento de si mesmo é necessário um processo de reflexão diária de nossos atos, segundo Santo Agostinho em comunicação ao Livro dos Espíritos. O autoconhecimento é um passo fundamental para sua reforma íntima, pois a partir do conhecimento de si mesmo é possível observar o mundo a seu redor.

Ver o nosso próximo é necessário, portanto, para adquirir o conhecimento de si mesmo. Isso significa, porém, reavaliar os nossos atos passados e a forma na qual tais escolhas foram realizadas.

Muitas vezes agimos sob os sentimentos desequilibrados da raiva, mágoas e paixões ainda terrenas e materiais. Bem como o ato de pensar é uma possibilidade de equilíbrio, como nos aconselhou Allan Kardec, o agir sob o crivo da razão. A razão, ou o próprio ato de pensar é uma maneira de nos conectarmos com nosso introspectivo e adquirirmos o conhecimento de si mesmo. 

Separar o que nos pertence e contribui para nossa evolução, do que é externo a nossa vontade e apenas será algo impulsivo e prejudicial ao progresso. Além disso, é importante nos colocarmos no lugar do próximo, afinal nosso ato poderia estar nos atingindo. Analisar nossos atos, sejam racionais ou não, nos ajudam a obter o conhecimento de si mesmo.

Assim como disse Sócrates:

“Conhece-te a ti mesmo”

O conhecimento de si mesmo é o verdadeiro desafio da felicidade. A partir de tal conhecimento compreenderemos nossas falhas e imperfeições, assim como nossos desejos.

Nossas falhas são as imperfeições que nos inclinam as más tendências, ou seja, àquelas que fogem do caminho do progresso. Quando passamos a refletir os atos passados, conseguimos observar de forma racional os nossos erros.

Com o tempo utilizaremos a razão para vigiar nossos atos de forma antecipada, agindo apenas com a consciência racional. O conhecimento de si mesmo proporciona o entendimento de suas limitações, de seus medos, assim como o de suas capacidades.

Se conhecer  é a possibilidade de controlar de forma consciente as suas escolhas e tomar posse de sua caminhada futura a fim de alcançar a evolução moral.   

 

Leia também:

 

 

Para saber mais sobre o assunto, assista:

 

Conhecimento de si mesmo – Dualidade

 

 

Fonte: O Livro dos Espíritos, questão 919 – Conhecimento de si mesmo

 

Ricardo Guelfi de SouzaEscrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Estagiário de Marketing na TV Mundo Maior.

 

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

deixe um comentário

WhatsApp chat