Bem e Mal, segundo A Gênese original de Allan Kardec

Sendo Deus o princípio de todas as coisas e, sendo esse princípio todo sabedoria, todo bondade e todo justiça, tudo o que provém dele deve compartilhar esses atributos, pois o que é infinitamente sábio, justo e bom não pode produzir nada irracional, mau e injusto.

O mal que observamos não pode ter vindo de Deus.

Entretanto, o mal existe e possui uma causa. Há várias classes do mal. Em primeiro lugar há o mal físico e o mal moral. Também podemos classificar os males entre aqueles que o homem pode evitar e os que são independentes de sua vontade. E entre esses é importante incluir os flagelos naturais.

Em suma, o mal físico consiste em dor, doença e morte. São consequências inevitáveis da organização dos seres sencientes, estimulantes essencial para sua atividade.

O mal moral é a condição fundamental da liberdade.

Sem o mal, o bem não é possível no mundo, pois se o homem não pudesse errar, não estaria livre nem seria capaz de fazer o bem. Essa vida é uma época de provação e sem, o mal físico e moral não há lugar para coragem, paciência, dedicação e demais virtudes.

A dor é o aguilhão que empurra o homem a seguir adiante, no caminho do progresso.

Deus estabeleceu leis cheias de sabedoria, cujo objetivo é o bem. O homem encontra em si mesmo tudo o que é necessário para segui-lás.

Seu caminho é traçado por sua consciência, e a lei divina está gravada em seu coração.

Além do mais, Deus o recorda constantemente, por seus messias e profetas, por todos os espíritos encarnados que receberam missão de esclarecer, moralizar e contribuir para seu aperfeiçoamento, assim como, nesses últimos tempos, pela multidão de espíritos desencarnados que se manifestam por todos os lados.

Se os homens se conformarem rigorosamente com as leis divinas, não há dúvida de que evitariam os males mais graves, vivendo felizes na terra.

Se não o faz, é em virtude de seu livre-arbítrio e deve aceitar as consequências.

Mas, Deus cheio de bondade, colocou o remédio ao lado do mal, quer dizer, do próprio mal faz nascer o bem. Chega um momento em que o excesso do mal moral se torna intolerável e faz o homem sentir a necessidade de mudar de vida.

Para saber mais, assista:

A importância de A Gênese no espiritismo – Livre Pensamento

https://youtu.be/HpkLSAY-ufg

Texto escrito por: Haila Vicente

Graduada em Rádio, TV e vídeo na FIAM FAAM – SP ,

assistente de mídias sociais na TV Mundo Maior.

Formada no curso de

Orientação e Educação Mediúnica no Grupo Espírita GEBEM – Guarulhos SP.

Nas horas vagas gosta de assistir filmes, séries, ler livros, estar com a família e amigos.

@hailavicente

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

deixe um comentário

WhatsApp chat