TV Mundo Maior Guerras e Energia Espiritual do Planeta - Mundo Maior Repórter - TV Mundo Maior

Guerras e Energia Espiritual do Planeta – Mundo Maior Repórter

Guerras e Energia Espiritual do Planeta – Mundo Maior Repórter


Programas:
Mundo Maior Repórter
Data: 29/05/2018
Temas: Programas

O Mundo Maior Repórter fala sobre as guerras bíblicas e o porque até os dias atuais a humanidade vive conflitos políticos, econômicos e religiosos. Mas será que essas guerras fazem parte do processo de um mundo de provas e expiações? Como a espiritualidade enxerga atos que a primeira vista podem causar um retrocesso a humanidade? O Mundo Maior Repórter conversou com um colecionador de materiais da Segunda Guerra Mundial, que além de mostrar com detalhes seus artefatos também explicou por qual motivo os guarda há tantos anos.

Parte 1

 

Parte 2

 

Parte 3

Leia também:

Evangelho Segundo Espiritismo: Pedi e obtereis

O que Evangelho Segundo Espiritismo pode nos ensinar sobre como podemos fazer a nossa parte para melhorar as vibrações da humanidade? Saiba mais sobre o capítulo pedi e obtereis

Preces, rezas, orações ou vibrações. Seja qual for a denominação usada para designar o ato de pedir, todas elas operam para o ato edificante de rogar a Deus a paz que a humanidade precisa.

Vibrar na energia positiva neste momento de protestos, manifestações é nadar contra essa corrente negativa que permeia este mundo de provas e expiações. Mas como fazer para  que essa vibração positiva chegue a todos os envolvidos de forma a envolver nós e o planeta?

 

Tal circunstância é mencionada no Evangelho Segundo Espiritismo, de Allan Kardec, no capítulo 27, pedi e obtereis.

Pedi e obtereis

“E quando orais, não haveis de ser como os hipócritas, que gostam de orar em pé na sinagoga, e nos cantos das ruas, para serem vistos dos homens; em verdade vos digo, que eles já receberam a sua recompensa. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento, e fechada à porta, ora a teu Pai em secreto; e teu Pai, que vê o que se passa em secreto, te dará a paga. E quando orais não faleis muito, como os gentios; pois cuidam que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não queiras portanto parecer-vos com eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, primeiro que vós lho peçais (Mateus, 6: 5-8)”.

Mestre Jesus nos ensinou que a prece deve ser feita em silêncio, de coração para coração. Quando oramos, temos o auxílio dos espíritos de luz que nos auxiliarão a sermos atendidos.

Não se compare com quem quer que seja. Faça suas orações com amor, sinceridade e benevolência com o próximo. As preces deverão ser feitas por um coração puro e livre de qualquer sentimento contrário à caridade.

A invocação do bem pela prece faz com que suas palavras cheguem a Deus. É o que diz o Evangelho: “é por meio da prece que o homem chama para si a ajuda dos bons espíritos, que vêm sustentá-los nas suas boas resoluções e inspirar-lhe bons pensamentos”.

 

Como orar?

O Evangelho nos ensina que a prece não deve ser feita maquinalmente, como se fosse uma obrigação. Em síntese, sim, a prece deve ser diária e em todos os momentos, seja os bons ou ruins.

O que é atestado pelos versos do Evangelho “isto independente das preces regulares da manhã e da noite e dos dias consagrados, pois, como vedes, a prece pode ser de todos os instantes, sem trazer nenhuma interrupção aos vossos afazeres”, complementa a obra.

 

Fontes: Isto É Dinheiro e O Evangelho Segundo Espiritismo.

Comments

comments


Clique aqui