TV Mundo Maior Feliz dia do Abraço! - TV Mundo Maior

Artigos

Feliz dia do Abraço!

Enviado em 18 de maio de 2017 | Publicado por TV Mundo Maior

A TV Mundo Maior está comemorando o dia do abraço e deseja para vocês internautas o nosso carinho.

A data surgiu após o australiano Juan Mann iniciar a campanha “Free Hugs Campaign’, em 2004, que consistia em distribuir abraços “gratuitos” pelas ruas de Sydney para despertar a atenção das pessoas para a importância de um abraço.

A ação foi amplamente divulgada na internet e o movimento ficou conhecido mundialmente, ganhando milhares de adeptos. De forma voluntária e coletiva, as pessoas vão às ruas no dia 22 de maio para abraçar pessoas, independente da raça ou sexo.

Saiba um pouco do benefício de um abraço:

Quando abraçamos alguém, o hormônio ocitocina ajuda a diminuir a pressão arterial. Pesquisas já apontaram que o ato de abraçar pode trazer uma série de benefícios ao organismo, e até mesmo ajuda a controlar a pressão arterial. Isso porque aumenta a quantidade do hormônio ocitocina no sangue. Mas o efeito só ocorre quando o abraço é sincero e o ato foi desejado por quem abraça. Segundo pesquisa da Universidade de Viena, na Áustria, abraçar apenas por educação pode ter o efeito contrário. As informações são do site do jornal Daily Mail.

“O efeito positivo acontece se as pessoas confiam uma nas outras, se os sentimentos associados são mútuos e se outros sinais estão incluídos. Se as pessoas não se conhecem ou o abraço não é desejado por ambos, o efeito é perdido”, afirmou o neurologista Jürgen Sandkühler ao jornal.

Quando abraçamos alguém, o hormônio ocitocina, produzido pela glândula pituitária, ajuda a baixar a pressão arterial, reduzir o estresse e a ansiedade e até pode melhorar a memória. A substância é associada à criação de laços entre os humanos, que permite o comportamento social e a aproximação de pais, crianças e entre o casal. Pares que vivem em harmonia ou mães que estão amamentando possuem altos níveis do hormônio. Outro benefício apontado decorrente do ato de abraçar é de tornar a personalidade mais suave, pois deixa a pessoa mais empática ao longo do tempo.

Já quando o abraço não é desejado, o hormônio ocitocina não é liberado e os níveis de ansiedade aumentam. “Isso pode levar ao estresse porque o desejo de distância foi rompido e o corpo secreta cortisona, o hormônio do estresse”, explica o especialista. Portanto, o estudo conclui que abraçar traz benefícios, mas que muito mais do que a frequência no gesto, o que vale é a confiança entre as pessoas. De outra maneira, é entendido como ato que causa desconforto emocional. “Todos entendem esse efeito, por exemplo, quando alguém que não conhecemos se aproxima muito sem motivo aparente. Isso é percebido como desconcertante ou até mesmo ameaçador”, disse.
(Fonte: http://espiritismoerazao.blogspot.com.br e http://www.folhavitoria.com.br)

Para saber mais sobre o assunto, assista:

O Valor do Abraço – Visão Social

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Comments

comments

Deixe seu comentário:


Clique aqui