TV Mundo Maior Só aumenta o que a gente alimenta - TV Mundo Maior

Editorial

Só aumenta o que a gente alimenta

Enviado em 26 de janeiro de 2017 | Publicado por TV Mundo Maior

Só aumenta o que a gente alimenta felicidadeEis que inicio o primeiro artigo de 2017 compartilhando uma fábula.

Os anciões Cherokee estavam preocupados com um dos garotos da tribo que, por se sentir injustiçado, tornou-se agressivo. O avô do menino o traz para perto de si e diz:

– Eu entendo sua raiva. Há uma batalha terrível entre dois lobos que vivem dentro de mim. Esses dois lobos tentam dominar o espírito de todos nós. Um é Mau. Seus dentes são fortes como raiva, inveja, ciúme, tristeza, cobiça, arrogância, pena de si mesmo, culpa, ressentimento, inferioridade, orgulho, superioridade e ego. O outro é Bom. Seu olhar é forte como alegria, esperança, serenidade, paz, humildade, empatia, bondade, generosidade, verdade, perdão, compaixão, harmonia e fé.

O neto pensou nessa luta e perguntou ao avô:

– Qual lobo vence?

O velho índio respondeu:

– Aquele que você alimenta!

Todos nós, em algum momento de nossas vidas passamos por algum tipo de dor ou dificuldade. Também viveremos momentos plenos de alegria e felicidades. Seja rindo ou chorando, é importante termos consciência de que só vai ganhar peso e volume, força e vida, o que a gente alimentar.

Pense em um belo jardim, uma suculenta feijoada ou um casal de namorados apaixonados. Em todas as situações citadas, há pessoas comprometidas e dispostas a doar seu tempo para fazer algo que pode, aparentemente ser pequeno, mas sempre com muito amor. Porém, nem tudo o que cresce nos fortalece. Muito pelo contrário: quando determinados sentimentos e impressões são alimentados dentro de nós, menores podemos nos tornar diante da situação, mais tristes, perdidos e fragilizados.

Seja uma amizade cheia de conflitos e interesses, um amor não correspondido, relacionamentos abusivos. Quem nunca se viu numa situação de disputa para demonstrar desapego e se tornou um competidor frio e egoísta de primeira? Quantas vezes dissemos sim, quando deveríamos dizer não? Ou o contrário. Muitos de nós fazemos isso o tempo todo.

Bebemos e comemos além do necessário, falamos e pensamos demais. Ouvimos músicas que reforçam sentimentos de tristeza e rejeição, assistimos programas de TV que nada nos acrescentam. Frequentamos locais com energias pesadas e desconexas, por puro desejo de pertencer a um mundo supostamente “mais legal e popular” do que o nosso. Quantos excessos que adoece nosso corpo e nossa mente. Drogas lícitas e ilícitas, conscientes e inconscientes. Quantas situações que roubam nossas melhores possibilidades de expressar nosso real ser, nossa essência. Pés tão firmes não chão, quando o desejo é voar.

Apesar de óbvio, por que seguimos fazendo isso com a gente?

Que tal olharmos hoje no espelho e dizer: “Agora somos eu e você. Vamos resolver isto sem drama?” Parar de alimentar a auto sabotagem, a autopiedade e o vitimismo pode ser o pontapé inicial. A vida vai te tratar como você se trata. Ok, não precisa ser agressivo, nem mesmo mal educado.

Apenas fale, demonstre, expresse-se, imponha seus limites de um jeito firme e suave, íntegro e com todo o seu coração. Recicle e renove pensamentos e palavras, atividades, rotina, trabalho, amores. Um a um. Com postura e firmeza. Reconecte-se com o melhor e mais puro que existe em você, mude o cardápio, recrie sua história.

Seja profundo com você, saia do superficialismo. Passe um tempo em silêncio e compreenderá aonde de fato está a sua maior dificuldade. Pare de jogar a culpa nos outros, assuma suas fraquezas, e não se julgue por isso. Viva pela verdade, somente pela verdade. Medite. Ore. Orar continua sendo a forma mais bonita de amar alguém. Alimente-se de poesia, beleza, caridade e amor, afinal, é para isso que estamos vivos.

*Este texto é de responsabilidade de seu autor. Não representa necessariamente a opinião da TV Mundo Maior.

Texto escrito por Camila Garcia

Jornalista, pós-graduada em Comunicação Integrada e Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atualmente é assessora de comunicação do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP). Já trabalhou como repórter, redatora e produtora de TV. Nas horas vagas gosta de caminhar ao ar livre, ler e meditar. Também não dispensa uma boa pizza e a companhia da família e dos amigos. É apaixonada pelo mundo das letras, do autoconhecimento e da espiritualidade, temas que se tornaram sua principal linha editorial.

 

Assista também ao nosso programa:

Mundo Maior em Debate – O segredo da Felicidade

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Comments

comments

Deixe seu comentário:


Clique aqui