TV Mundo Maior Saboreie as Boas Viagens da Vida - TV Mundo Maior

Editorial

Saboreie as Boas Viagens da Vida

Enviado em 7 de dezembro de 2017 | Publicado por TV Mundo Maior

Há um mês retornei da primeira grande viagem da minha vida. Foram trinta dias e trinta e uma noites flutuando nas nuvens, me sentindo em um filme, dentro de um quadro de pintura medieval, me beliscando para saber se realmente eu estava acordada apreciando todas aquelas belezas da Europa. Ultrapassar nossos limites é libertador.

Os viajantes habituais sabem bem do que eu estou falando. Viajar faz bem para a alma e é a melhor terapia que existe, principalmente quando deixa recordações inesquecíveis. Entrar no avião, voar por horas, pisar em uma cidade ou um país desconhecido (no meu caso, sozinha), e se aventurar pelo desconhecido nos torna fortes, conscientes o bastante de nossa capacidade, e de quebra, nos prepara para qualquer batalha que a vida nos apresentar no futuro.

No início, a ideia de fazer uma viagem para países tão distantes me pareceu assustadora. Nunca havia voado para tão longe e o intercâmbio não estava em meus planos. De um dia para o outro eu senti a necessidade de caminhar livre por um tempo, de voar mais alto, de abrir as asas, longe dos olhares e dos cuidados da família. Me lançar rumo ao desconhecido e provar para mim mesma que eu era capaz. Algumas pessoas viajam para fugir do cotidiano. Outros para conhecer novas culturas, sabores, pessoas. Há ainda quem viaje para se instruir e aprender. Eu escolhi viajar para ter uma percepção mais precisa de mim mesma, da minha realidade, da natureza e do poder grandioso de Deus.

O navegador Amyr Klink costumava se aventurar pelo mundo e dizia que “um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar a arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver.”

Saborear a vida é um grande presente que ganhamos do Universo quando viajamos ou nos dispomos a sair da nossa zona de conforto. Atirar-se pelo mundo intensifica ainda mais essa peculiaridade. Sentimos o lado doce e salgado do ser humano, compreendemos suas lutas, sofrimentos, alegrias, costumes e tradições. Deixamos de enxergar apenas nosso próprio umbigo para ver o todo. Nos tornamos mais empáticos, sensíveis, entusiastas e cultos. A individualidade e característica de uma nação passa a ser compreensível. A mente se expande. A gente cresce, amadurece e sai da caixinha.

Hoje eu sei que há tempo para todas as coisas, inclusive para aquelas que a gente sonha mas acha que nunca vai realizar de verdade. E quando isso acontecer com você, saboreie. Saboreie tudo, não apenas os prazeres usuais, mas cada pedacinho da expressividade da vida que você está sentindo agora. A brisa que acaricia sua pele enquanto está caminhando. O silêncio da manhã e a névoa da noite. Seu tempo sozinho(a), ao lado de outras pessoas, com a pessoa amada. Aprecie sua respiração enquanto medita, as dores no corpo por falta de postura, o cantar dos pássaros, o nascer e o pôr do Sol. Saboreie a perspectiva do outro, ouça-o mais e fale menos, escute suas histórias e aprenda com elas. Não fuja dos ensinamentos da existência. Há alegrias no conforto e no desconforto. Mude o olhar, a perspectiva. Só assim é possível transformar chumbo em ouro. Você não precisa atravessar o oceano para desfrutar de uma boa viagem. A melhor delas vem de dentro, de um bom livro, dos relacionamentos, do coração, do nosso interior. Temos tão pouco tempo. A vida passa rápido demais. Saboreie seus detalhes.

 

Para saber mais sobre o assunto, assista:

Crescer Você – O que é felicidade para você?

 

Imagem ilustrativa retirada de weheartit.

*Este texto é de responsabilidade de seu autor. Não representa necessariamente a opinião da TV Mundo Maior.

Texto escrito por Camila Garcia

Jornalista, pós-graduada em Comunicação Integrada e Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atualmente é assessora de comunicação do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP). Já trabalhou como repórter, redatora e produtora de TV. Nas horas vagas gosta de caminhar ao ar livre, ler e meditar. Também não dispensa uma boa pizza e a companhia da família e dos amigos. É apaixonada pelo mundo das letras, do autoconhecimento e da espiritualidade, temas que se tornaram sua principal linha editorial.

Comments

comments

Deixe seu comentário:


Clique aqui