Editorial

O que Você Aprendeu em 2016?

Enviado em 13 de dezembro de 2016 | Publicado por TV Mundo Maior

Convenhamos, 2016 não foi um ano fácil. Tropeços, perdas, tragédias, indignações, mãos trêmulas, corações apertados. Para alguns, um ano de muito trabalho, para outros, de ócio e preocupações. Sonhos desfeitos, adiados.

Tivemos que nos contentar com bem menos do que gostaríamos. Quantos desaforos levamos para a casa? Política, corrupção, manifestação, acidentes de avião. Mas, mar calmo nunca fez bom marinheiro. É diante dos desafios que temos a chance de revolucionar.

Se em 2016 você falhou, comemore, sinal que está vivo, cheio de chances para recomeçar. E o mais importante, seguiu em curso, mesmo que aos trancos e barrancos. Se tivesse que definir o seu 2016 em uma única palavra, qual seria? Eu escolho: coragem. Coragem para enfrentar os medos, para ser menos egoísta, para entender o outro, para treinar a empatia, ser mais amiga, menos ciumenta, teimosa, rancorosa.

Coragem para enxergar meus defeitos, minhas fraquezas, inseguranças. Coragem para falar em público, para dançar, para cair e rir dos meus próprios tombos. Viajar, falar bobagens, dormir tarde, procurar os velhos companheiros, perdidos e esquecidos no tempo, para amar e se deixar amar. Como bem disse certa vez o cineasta Woody Allen: “Talento é sorte. O importante na vida é ter coragem”.

2017 começará como todo novo ano, cheio de esperança, energia, sonhos e possibilidades de renovações. E mesmo com todos os percalços do ano que se findou, a vida continua sendo maravilhosa porque também é feita de colos, de feridas que cicatrizam, de amigos que celebram ou choram junto. Feita de pessoas apaixonas e apaixonantes, possíveis e impossíveis, algumas que machucam e outras que chegam para curar (MQ). Isso tudo é realmente fascinante.

Encoraje-se e acrescente ainda, em seus ingredientes de vida, boas doses de gratidão, compaixão e amor. Se você só busca sua própria felicidade, se tornará uma pessoa egoísta. Mas, quando vai atrás dessas emoções espirituais, e se preocupa com o bem-estar do mundo, sua vida cresce!

Receita de Ano Novo

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)

Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

(Carlos Drummond de Andrade)

*Este texto é de responsabilidade de seu autor. Não representa necessariamente a opinião da TV Mundo Maior.

Texto escrito por Camila Garcia

Jornalista, pós-graduada em Comunicação Integrada e Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atualmente é assessora de comunicação do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP). Já trabalhou como repórter, redatora e produtora de TV. Nas horas vagas gosta de caminhar ao ar livre, ler e meditar. Também não dispensa uma boa pizza e a companhia da família e dos amigos. É apaixonada pelo mundo das letras, do autoconhecimento e da espiritualidade, temas que se tornaram sua principal linha editorial.

Comments

comments

Deixe seu comentário:


Clique aqui