TV Mundo Maior Para o Espiritismo o que é Purgatório? - TV Mundo Maior

Editorial

Para o Espiritismo o que é Purgatório?

Enviado em 1 de dezembro de 2017 | Publicado por TV Mundo Maior

O Evangelho não faz nenhuma menção ao purgatório, que não foi admitido pela igreja senão no ano 593. É, seguramente, um dogma mais racional e mais conforme a justiça de Deus do que o do inferno, uma vez que estabelece penas menos rigorosas e resgatáveis, por faltas de uma menor gravidade.

O príncipio do purgatório está, pois fundado na equidade, porque, comparado à justiça humana, é a detenção temporária ao lado da condenação à perpetuidade. O que se pensar de um país que não tivesse senão a pena de morte para os crimes e os mais simples delitos?

Sem o purgatório, não há, para as almas, senão duas alternativas extremas: a felicidade absoluta ou o suplício eterno. Nessa hipótese, em que se tornam as almas culpadas somente por falta leves? Ou elas participam da felicidade dos eleitos sem serem perfeitas, ou sofrem o castigo dos maiores criminosos sem terem feito muito mal, o que não seria nem justo nem racional.

Mas a noção do purgatório devia, necessariamente, ser incompleta; é por isso que, não se conhecendo senão a pena do fogo, fez-se dele um diminutivo do inferno; as almas aí também ardem, mas num fogo menos intenso. Sendo o progresso inconciliável com o dogma das penas eternas, as almas dele não saem em consequência do seu adiantamento, mas pela virtude das preces que se dizem ou que fazem dizer em sua intenção.

Se o primeiro pensamento foi bom, não ocorreu o mesmo com as suas consequências, pelo abuso do qual foi a fonte. Através da preces pagas, o purgatório tornou-se uma mina mais produtiva do que o inferno.

O lugar do purgatório nunca foi determinado, nem a natureza das penas, que aí são suportadas, foram claramente definidas. Estava reservado à nova revelação preencher essa lacuna, explicando-nos as causas das misérias da vida terrestre, das quais só a pluralidade das existências podia nos mostrar a justiça.

(Texto retirado do Livro: O céu e o Inferno)

*Este texto é de responsabilidade de seu autor. Não representa necessariamente a opinião da TV Mundo Maior.

Escrito por: Haila Vicente

Estudante de Rádio, TV e vídeo na FIAM FAAM – SP , assistente de mídias sociais na TV Mundo Maior.

Praticante da Doutrina Espírita – Formada no curso de Orientação e Educação Mediúnica no Grupo Espírita GEBEM – Guarulhos SP.

Nas horas vagas gosta de assistir filmes, séries, ler livros, estar com a família e amigos.

@hailavicente

 

Para saber mais sobre outros assuntos relacionado ao tema, assista:

Reencarnação, Céu, Inferno e Purgatório – Presença Espírita na Bíblia

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Comments

comments

Deixe seu comentário:


Clique aqui