TV Mundo Maior Passe espírita: os médiuns podem aplicar? - TV Mundo Maior

Editorial

Passe espírita: os médiuns podem aplicar?

Enviado em 11 de Maio de 2018 | Publicado por TV Mundo Maior

O escritor espírita, Paulo Henrique de Figueiredo, no programa Livre Pensamento do dia 23 de abril, esclareceu uma dúvida muito frequente: os médiuns podem aplicar o Passe espírita?

“Primeiramente, o médium, quando aplica o passe, sente as vibrações dos espíritos elevados aumentarem, bem como as sensações serão ampliadas”. Ele ressalta que o passe espírita ajuda a todas as pessoas que dispõem sua vontade com relação aos efeitos dos espíritos de luz.

Assim, a pessoa que aplica o passe tem o objetivo de dar condições do indivíduo alterar seu estado de vibração. Com isso, abra suas ideias para receber boas vibrações. Ao estar receptivo para receber ajuda do espírito de luz, o beneficiado encontra suas próprias forças.

 

Passe espírita e seus graus evolutivos

Primeiramente, existem dois graus de vibrações: boas (padrão alto) ou ruins (padrão baixo). A princípio, os padrões altos são aqueles que trazem alegria e boas sensações. Por outro lado, as baixas proporcionam tristeza e sensações de desanimo.

Dessa forma, ao dar um passe, não se preocupe de “pegar” as energias de alguém. De acordo com Paulo Henrique de Figueiredo, ninguém tem o poder de mudar quem quer que seja. Só nós temos a capacidade de mudar nossas vibrações. Afinal, não podemos responsabilizar o outro por não suprir nossas expectativas.

Os seres terrenos devem ter discernimento nos seus pensamentos, palavras e ações para não absorver energias ruins. Sabendo disso, essas vibrações podem vir tanto de encarnados quanto desencarnados. Com isso, em conclusão, ficaremos mais distante das investidas maldosas dos inimigos.

Fontes: TV Mundo Maior e O Evangelho Segundo o Espiritismo.

 

Para saber mais, acesse o programa Livre Pensamento:

O Programa Livre Pensamento abordou se todos possuem magnetismo? Os médiuns devem aplicar passe? Podemos aplicar passe na residência de uma pessoa doente? Como funciona o passe a distância? Paulo Henrique de Figueiredo e Cláudio Palermo analisam estas questões a luz do Espiritismo.

Comments

comments

Deixe seu comentário:


Clique aqui