TV Mundo Maior O bem e a vida alheia - TV Mundo Maior

Editorial

O bem e a vida alheia

Enviado em 12 de maio de 2015 | Publicado por TV Mundo Maior

Basta uma rápida zapeada pelos canais de TV e mesmo pelos principais portais de notícias para ficar patente o interesse despertado pela vida de pessoas que cumprem penas diversas, como é o caso do destaque dado ao casamento, realizado em um presídio de segurança máxima, de uma moça que mandou assassinar os pais.

Uma forma de medir o valor de um canal de mídia é o número de leitores, page views, clicks, curtidas. Portanto, se algum tipo de notícia não despertar interesse, será excluído da pauta. Em contrapartida, se a vida dessas pessoas é fartamente noticiada é sinal que há pessoas interessadas em acompanhá-la.

A explicação para isso está em Paulo de Tarso, na epístola aos Romanos, quando diz: agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. (7:16-20)

A solução nos é apontada na questão 932 de O Livro dos Espíritos. Lá nos é dito que os maus exercem geralmente maior influência pela fraqueza dos bons. “Os maus são intrigantes e audaciosos; os bons são tímidos. Estes, quando quiserem, assumirão a preponderância”.Que possamos nos esforçar para sermos os bons destemidos, que não têm receio em fazer o bem, em fazer diferente, em deixar que o bem que há em nós faça o bem que queremos fazer. O vídeo é um convite à solidariedade.

Confira este lindo vídeo sobre amor ao próximo

[youtuber youtube=’http://www.youtube.com/watch?v=R1ZG9dq0gxU’]

 

Texto escrito por Katia Penteado

Kátia

Jornalista e empresária, trabalha na área de educação de casas espíritas, com adultos. Atua na SEETO, integrando tanto a equipe do Curso de Expositor quanto a de monitores da Escola de Doutrina Espírita. A ação se estende à União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo – USE, onde, em âmbito estadual, está como secretária do Departamento do Estudo Sistematizado de Doutrina Espírita – ESDE e responsável pelo ESDE na região da Grande São Paulo, Vale do Paraíba, Baixada Santista e Vale do Ribeira. Profere palestras em casas espíritas e tem artigos

 

 

 

 

Comments

comments

Deixe seu comentário:


Clique aqui