TV Mundo Maior A lenda do lobo mau e o lobo bom - TV Mundo Maior

Editorial

A lenda do lobo mau e o lobo bom

Enviado em 13 de junho de 2016 | Publicado por TV Mundo Maior

Estou postando essa pequena lenda Cherokee que reflete um pouco sobre como lidamos com nossos sentimentos e também como isso nos afeta.

Os anciões Cherokee estavam preocupados com um dos garotos da tribo que por se sentir injustiçado, tornou-se agressivo. O avô do menino o trouxe para perto de si e começou a dizer:

– Eu entendo sua raiva. Há uma batalha terrível entre dois lobos que vivem dentro de nós. Esses dois lobos tentam dominar o nosso  espírito.Um lobo é mau. Seus dentes são fortes, ele sente raiva, inveja, ciúme, tristeza, cobiça, arrogância, pena de si mesmo, culpa,ressentimento, inferioridade, orgulho, superioridade e ego. Já o outro é bom. Seu olhar é forte como alegria, esperança,serenidade, paz, humildade, empatia, bondade, generosidade,verdade, perdão, compaixão, harmonia e fé.

O neto olhando fixamente para o avô, perguntou :

– Qual lobo vence a batalha?

O velho índio respondeu:

– Aquele que você alimenta!

Percebam que mesmo por dúvidas ou atos que consideramos injustos, nos tornamos muitas vezes o lobo mau, aquele destruidor, cheio de remorso e cutucando feridas, nos tornando assim infelizes e cegos perante as bênçãos da vida.

Porem há o outro lado, o lobo bom, aquele que perante a qualquer situação nos faz pacíficos, felizes, contentes e satisfeitos. Esse estado é o estado de graça, o estado de amor pleno e incondicional, então pergunto a vocês : qual lobo você alimentou hoje?

*Este texto é de responsabilidade de seu autor. Não representa necessariamente a opinião da TV Mundo Maior.

Para complementar a sua leitura confira o vídeo: Construindo pensamentos positivos

 

Texto escrito por Gabriel Leopoldino

12422394_1128332237217110_2013776093_o

Terapeuta, atua na área holística há mais de 10 anos com xamanismo, reiki, litoterapia, acupuntura e outros. Escreve artigos da área espiritual e expansão consciencial.

 

 

Comments

comments

Deixe seu comentário:


Clique aqui