TV Mundo Maior Existe alma gêmea? - TV Mundo Maior

Editorial

Existe alma gêmea?

Enviado em 14 de março de 2017 | Publicado por TV Mundo Maior

Existe alma gêmea casalEncontrar um grande amor e ser feliz a vida inteira é um grande sonho de algumas pessoas. Muitas passam a vida inteira idealizando um parceiro perfeito, um relacionamento repleto somente de coisas boas. E então surge a dúvida:

Existe alma gêmea para todas as pessoas?

O Espiritismo esclarece que não existem dois espíritos criados um exclusivamente para o outro, mas que podem ter em comum os mesmos interesses e afinidades. O espírito imortal poderá encontrar em sua trajetória evolutiva muitos espíritos afins. Essa busca pelo grande amor significa a aspiração da alma pela felicidade completa.

A pergunta 386 de O Livro dos Espíritos explica que duas pessoas que se conheceram e se estimaram em vidas anteriores não se reconhecem como muitos acreditam, apenas se sentem atraídos um para o outro. Isso acontece porque as recordações das existências passadas poderiam trazer grandes inconvenientes, mas é claro que existem raras exceções..

A expressão “almas gêmeas” aparece no livro “Consolador” ditado por Emmanuel a Chico Xavier. O autor apresenta seu texto como uma tese. A expressão, na realidade, serve para designar a ligação pelo amor, significando a união de dois seres, pela simpatia e pela afinidade. Não é a mesma ideia de “metades eternas”, pois quando falamos almas gêmeas, pensamos em dois seres, não como duas metades que precisam se unir para formar um inteiro, mas como individualidades completas que se assemelham e, por isso, se identificam e se sentem atraídas uma para a outra.

Os Espíritos revelaram que há afeições particulares entre os Espíritos, isso está explícito na questão 291 de O Livro dos Espíritos. O afeto mencionado na tese das almas gêmeas é um sentimento desse tipo. Também, no texto da resposta à questão 301, essa ideia está assim confirmada: “A simpatia que atrai um Espírito para o outro resulta da perfeita concordância de seus pendores e instintos”.

Deve-se entender a proposição das almas gêmeas como um processo didático para nos ensinar a amar, que vigora por um tempo no caminho evolutivo, com o objetivo de nos levar a amar igualmente a todas as criaturas. À medida que, pelas sucessivas reencarnações, vamos conquistando maiores níveis evolutivos, ampliamos a nossa capacidade de amar e passamos a nos identificar com muitos outros seres, mas, então, já não cabe mais a designação de almas gêmeas. Aprendamos com Emmanuel: “Atingida a culminância evolutiva, todas as expressões afetivas se irmanam na conquista do amor divino. O amor das almas gêmeas, em suma, é aquele que o Espírito, um dia, sentirá pela Humanidade inteira.”

Para saber mais sobre o assunto, assista:

Destino e Almas Gêmeas – Vínculos

Parte 1

Parte 2

Parte 3

 

Comments

comments

Deixe seu comentário:


Clique aqui