TV Mundo Maior 50 anos do desencarne de Martin Luther King: reflexão espírita - TV Mundo Maior

Editorial

50 anos do desencarne de Martin Luther King: reflexão espírita

Enviado em 2 de Abril de 2018 | Publicado por TV Mundo Maior

50 anos do desencarne de Martin Luther King: reflexão espíritaO pastor e ativista, Martin Luther King, em seu célebre discurso realizado do dia 3 de abril de 1968, ofertou uma verdadeira aula de fé ao dizer: “eu gostaria de viver uma longa vida, mas não me importo com isso agora. Eu só quero fazer a vontade de Deus”.

Este seria seu último discurso neste plano físico, pois Luther King foi assassinado do dia seguinte. Podemos olhar essas falas com uma visão espírita, pois não existem coincidências, mas sim, providências tomadas na espiritualidade.

Vinte e quatro horas antes de sua morte, Martin Luther King disse que viu a terra prometida. “Talvez eu não consiga chegar com vocês até lá. Porém, o povo chegará”, afirmou ele.

Mesmo tendo a vida ceifada  aos 39 anos, seu legado foi notável e seu exemplo de ativismo e amor ao próximo sempre estará em nossos corações. As falas de King, ao dizer que gostaria de ter uma longa vida, um dia antes de seu desencarne, podem ser justificadas por meio da intuição.

Martin Luther King e os espíritos protetores

Muitas vezes, os espíritos protetores nos avisam de algo que possa acontecer. Esses conselhos podem ser intuições ou pressentimentos que estão baseados em todos os aspectos de nossa vida.

Os espíritos protetores querem que façamos o melhor possível. O discurso de King transparece que essa intuição pode ter sido sugestionada por mentores espirituais. Em O Livro dos Espíritos encontramos na questão 522  que os espíritos nos ajudam com os seus conselhos através da voz da consciência que fazem falar em nosso íntimo.

Na obra, encontramos a seguinte pergunta de Allan Kardec:

“Os pressentimentos e a voz do instinto têm sempre qualquer coisa de vago; na incerteza, o que devemos fazer?”

Resposta dos espíritos de luz: “Quando estás em dúvida, invoca o teu bom Espírito. Ou ora a Deus, nosso soberano Senhor. Para enviar um de seus mensageiros”.

As advertências de nossos Espíritos protetores têm como objetivo a conduta moral e a que devemos ter em relação às coisas da vida privada. “Eles procuram fazer-vos viver da melhor maneira possível”.

Por Leticia lopes.

Para saber mais sobre o tema, assista:

Assista o discurso de Martin Luther King:

 

 

Fontes: O Último Discurso de Martin Luther King Júnior, Rede Amigo Espírita, 187 – Como a doutrina espírita vê o fenômeno da premonição?, Livro dos Espíritos e DW.

Comments

comments

Deixe seu comentário:


Clique aqui